O deputado Carlos Búrigo reuniu-se em Nova Petrópolis, nesta sexta-feira, 13, com a Associação das Microcervejarias do Rio Grande do Sul, o sub secretário da Receita Estadual, Ricardo Neves Pereira, e colegas de Parlamento na sede da Cervearia Edelbrau para discutir a equiparação da substituição tributária com o Estado de Santa Caratina. Enquanto o RS possui percentual de 25% para o setor, os nossos vizinhos têm 13%.

“Reduzir a carga tributária da cerveja artesanal produzida no estado significa injetar competitividade no setor. Os produtores vêm fazendo a sua parte, investindo em tecnologia e conquistando prêmios no Brasil e no exterior. A cerveja artesanal gaúcha é reconhecida pela qualidade e o setor já se consolidou como um atrativo do turismo de lazer”, apontou Búrigo após o encontro.

O Rio Grande do Sul possui atualmente cerca de 230 empresas no setor. Na geração de empregos também é destaque. Na produção artesanal, a cada quatro mil litros produzidos, um emprego é gerado. Na indústria tradicional, é necessário um milhão de litros para criar um emprego. A competição desigual para as empresas do Estado, segundo os empresários, faz com que já se pague cerca de 60% em tributos por cerveja produzida. A condição tributária favorável catarinense faz com que muitas empresas deixem o RS, além de produtos do estado vizinho ingressarem aqui com menor preço, conquistando a preferência do consumidor.

O Sub secretário Ricardo Neves Pereira, que em audiência marcada pelo deputado Ernani Polo (PP) propôs encontros periódicos com o setor para aprofundar os conhecimentos sobre o cenário, tem ressaltado a necessidade de que exista uma contrapartida no crescimento da arrecadação para que o Estado não perca receita. De acordo com ele, a ideia é trabalhar o tema até o final do ano para a apresentação de uma proposta definitiva no início de 2020.

Também estiveram presentes em Nova Petrópolis os deputados Ernani Polo, Issur Koch e Elton Weber, o presidente da Associação Gaúcha de Microcervejarias, Diego Machado, o consultor da entidade, Jorge Glitter, representantes de cervejarias, o prefeito municipal, Léo Hann e o secretário de obras de Nova Petrópolis, Oraci de Freitas.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *